Como saber se um site é seguro para fazer compras?

Como saber se um site é seguro para fazer compras?
Por  Admin  |   11 mai 2021

É muito comum ouvirmos falar de pessoas que compraram um produto na internet, mas, mesmo com o pagamento compensado, não receberem a mercadoria. 

Se isto nunca aconteceu com você, saiba que esse tipo de golpe é muito comum. Contudo, não receber o produto e nem ter o dinheiro de volta é só um dos problemas: senhas, informações pessoais e dados de cartão de crédito também estão na mira dos criminosos. 

Para não se tornar uma vítima, é fundamental que você saiba se o site em que está comprando é seguro. Mas como fazer isso? Fique tranquilo! Pois, a seguir, vamos te dar algumas dicas que vão ajudar a identificar se um site é confiável ou não. Continue lendo! 

Como saber se um site é confiável?

Felizmente, existem maneiras de se assegurar de que o site em que você está comprando é real e de que não se trata de uma página falsa. Aprenda como fazer isso: 

Identifique se a conexão é segura

Uma preocupação constante entre os usuários que compram pela internet é ter seus dados pessoais e financeiros roubados. Para evitar que isso aconteça, é possível verificar se o site que você está acessando possui uma conexão segura. 

Ao acessar a página, procure pelo ícone de cadeado acompanhado da sigla ‘HTTPS’, próximo à barra de endereços. Se você encontrar o ‘HTTPS’ (Hyper Text Transfer Protocol Secure) significa que a conexão entre a página e seu computador ou celular é criptografada, aumentando a segurança dos seus dados.  

Fique de olho na URL

Uma das principais estratégias dos golpistas para confundir os usuários é criar domínios falsos. Há casos de URLs compostas por alfabetos estrangeiros, ou até mesmo pela simples troca de letras por números visualmente semelhantes, como é o caso da letra ‘o’ pelo número ‘0’. 

Por isso, antes de acessar qualquer site, se certifique de que a URL que você está clicando está escrita corretamente. A dica também vale para domínios menos populares: endereços que terminam com “.br”, “.edu” e “.org” tendem a ter mais credibilidade do que “.biz” e “.net”. 

Analise a presença de informações obrigatórias por lei

De acordo com a Lei do E-commerce (7.962/13), que regulamenta o Código de Defesa do Consumidor em compras pela internet, as lojas virtuais devem apresentar em seus sites as seguintes informações: CNPJ, Razão Social, endereço da sede da empresa, telefone e e-mail ou formulário para contato

O texto ainda sugere que estes dados estejam evidentes no topo ou rodapé do site. A ausência dessas informações caracteriza o descumprimento da lei e é um grande indicativo de que a loja não é confiável. 

Examine o site

Uma das primeiras coisas que você deve fazer antes de concretizar a compra é examinar o site. Não é uma regra, já que os criminosos estão cada vez mais habilitados, mas a identidade visual da página tende a refletir um profissionalismo da marca. 

Repare no site: a página parece profissional? As imagens dos produtos são de alta qualidade? Os textos estão escritos corretamente? Mesmo em promoção, os preços são condizentes com o mercado? Sente falta de alguma informação relevante? Se ficar na dúvida, compare com e-commerces já conhecidos. Não tem erro! 

Confira se a página possui política de trocas e devoluções

Além de examinar o visual do site, é importante constatar que a página possui um canal de reclamações e um campo que esclarece a política de trocas e devoluções

Estes espaços demonstram um comprometimento da loja com o consumidor, bem como o cumprimento da Lei do E-commerce. Caso não encontre essas informações, já tem um bom motivo para não comprar! 

Pesquise a reputação da empresa

Mais do que as informações que constam no site, o importante é conhecer a experiência que outros consumidores tiveram com a empresa. Por isso, antes de fechar o pedido, converse com pessoas que já compraram naquele site, veja se a marca cumpre o prometido, busque informações nas redes sociais e ‘dê um Google’

O mesmo vale para sites especializados que reúnem reclamações dos consumidores, como é o caso do Reclame Aqui. Outra alternativa é consultar os órgãos de defesa do consumidor. A lógica é a mesma: se existirem muitas reclamações não resolvidas, não perca seu tempo comprando, pode ser golpe! 

Se atente ao método de pagamento

Muita gente pensa que os sites que ofertam o boleto como método de pagamento são mais confiáveis, mas isso não é verdade. Hoje em dia, pessoas físicas conseguem gerar boletos com muita facilidade, o que colabora ainda mais com os criminosos que abusam da ingenuidade do usuário para aplicar golpes. 

Para evitar que isto aconteça, dê preferência a sites que possuem opções de pagamento conhecidas, como o PayPal, PagSeguro e Mercado Pago, já que eles intermedeiam a venda e só liberam o dinheiro para o vendedor caso o produto seja entregue. 

Mantenha os programas de proteção atualizados

Mesmo seguindo estas dicas, o seu computador ou celular ainda podem ser alvos de invasão,  por isso é importante manter os programas de proteção atualizados: antivírus, antispyware, firewall e tudo o que for possível. Precaução nunca é demais! 

Destacamos acima os principais pontos de verificação para identificar se um site é seguro para fazer compras. Apesar disso, é sempre bom estar atento a tudo. 

Atitudes como não utilizar computadores compartilhados, clicar em links desconhecidos ou informar seus dados a estranhos também são muito válidas. Antes pecar pelo excesso de segurança do que sofrer com prejuízos mais tarde. 

Tags

Fale Conosco

Entre em contato para solicitar um orçamento.

Nome
Email
Telefone
Mensagem

Newsletter

Fique informado das novidades, promoções e dicas para tornar a sua empresa ainda melhor.

você deseja adicionar Easy na sua tela inicial!

SIM EU QUERO!